Tomac e Cianciarulo fora do Motocross das Nações

A Kawasaki divulgou nota nesta semana que não vai liberar seus pilotos, Eli Tomac e Adam Cianciarulo para a próxima edição do Motocross das Nações, que acontece no dia 26 de setembro em Assen, na Holanda. A Kawasaki informa que seus pilotos apresentaram interesse em participar da prova, mas ambos concordaram com a decisão da equipe.

“Ser escolhido para representar os Estados Unidos é sempre uma honra. Eu sou um cara patriótico, então participar do Motocross das Nações é algo que sempre aguardo. No entanto, depois de falar com a equipe, entendo o raciocínio deles por não participar do evento deste ano. Ganhar o evento é algo que ainda está na minha lista, mas a minha prioridade agora é ganhar um título no campeonato americano de motocross.” disse Tomac.

”Seria uma honra incrível ser escolhido para representar a equipe dos Estados Unidos. Para mim, sempre foi algo que eu acompanhei e gostaria de ser escolhido, mas entendo a decisão da equipe e sei que tenho muito trabalho e novos desafios à minha frente mudando para a classe 450. ” disse Cianciarulo.

Diante dessa situação a equipe americana poderia contar com Cooper Webb da KTM ou Jason Anderson da Husqvarna, quarto e quinto colocados na tabela de pontos do motocross, primeiros pilotos americanos depois do líder Tomac. Outro que pode representar é Zach Osborne da Husqvarna, sexto colocado na classificação e que tem uma vasta experiiencia no mundial de motocross.

No caso da 250cc, o primeiro americano na tabela de pontos é Justin Cooper da Yamaha, terceiro colocado no campeonato, mas ele é um piloto jovem e não tem experiência no Motocross das Nações.