Brasil vai em busca do tricampeonato no Rali Dakar

O brasileiro Reinaldo Varela vai em busca de um inédito bicampeonato do Rali Dakar, que ocorre entre os dias 7 e 17, no Peru. Seria uma marca histórica para o Brasil, já que o país conquistaria o título pela terceira vez consecutiva. Antes de Varela e seu navegador Gustavo Gugelmin em 2018, Leandro Torres e Lourival Roldan ganharam a prova em 2017.

Neste ano, com 5.603 km de distância total, sendo 2.961 km de trechos cronometrados, o Dakar se concentra em território peruano e explorará uma característica peculiar do local: o solo arenoso. “Serão muitos quilômetros de muita areia e muitas dunas. É a cara do evento, o Dakar sendo Dakar. Será difícil como sempre”, ressalta Varela, que utilizará um modelo Can-Am Maverick X3 na edição de 2019.

“O Dakar é a Fórmula 1 do rali”, ressalta o navegador de Varela, Gustavo Gugelmin, que tem no currículo títulos maiúsculos como o Mundial de Cross Country em 2012 e o Rali dos Sertões de 2015, além do Dakar de 2018. “Nessa competição, você supera três fatores: pessoal, profissional e físico”, completa.

Além de Varela e Gugelmin, o Brasil contará com outras três duplas no Dakar: Bruno Varela (filho do Reinaldo)/Maykel Justo, Cristian Baumgart/Beco Andreotti e Marcos Baumgart/Kleber Cincea. Além deles, Lourival Roldan competirá UTVs, e Marcos Colvero e Lincoln Berrocal nas motos.