Polémica com Pol Tarres no Romaniacs

O piloto Pol Tarres, depois de terminar a sua participação no Romaniacs 2019, fez uma declaração de que os resultados finais da corrida poderiam ser outros ou pelo menos as diferenças não seriam tão significativas, se fosse aplicadas as regras do regulamento em que não permite que mochileiros, amigos ou fans estejam no percurso, sob a penalização de desclassificação.

Então, fomos falar com Paulo Moreira “Melicia”, organizador do Toyota Porto Extreme XL Lagares 2019, que foi a primeira prova do calendário do WESS deste ano.

OffRoad Moto (ORM): Paulo, qual é a tua opinião relativamente a esta situação?

Paulo Melicias (PM): Esta é uma situação com a qual nós (eu e toda a organização) tivemos de combater ao longo das edições do Extreme Lagares. Inicialmente o que acontecia é que o publico acabava por ajudar os pilotos que conhecia e tinha mais carinho e aos outros simplesmente não ajudava, o que poderia traduzir-se numa grande injustiça.

ORM: E que alterações é que realizaram no sentido de contrariar esta injustiça?

PM: Como te disse, inicialmente não tínhamos esta noção, mas como tudo, fomos evoluindo e fomos realizando algumas alterações ao regulamento. Algumas das quais com mais sucesso, outras com menos.

Então, nestas ultimas 3 edições, fomos mais além e resolvemos cortar o mal pela raiz. Sempre que existia dificuldade, era considerado uma zona “No Help Zone” (zona onde os pilotos não podem receber qualquer ajuda, a não ser de outros pilotos, com a penalização de ser desclassificado). Com isto, fizemos com que cada piloto apenas pudesse contar apenas com a sua capacidade física e técnica para ultrapassar as dificuldades do percurso.

ORM: Mas imagino que isso trouxesse uma dificuldade acrescida no planeamento do percurso?

PM: Sem duvida, é muito difícil planear um percurso destes de forma a que seja difícil para os melhores do mundo, mas ainda possível de ser conseguido ultrapassar sem ajuda. E tudo isto, sem contar com as questões climatéricas, porque se começa a chover o grau de dificuldade aumenta e torna tudo mais complicado. Mas para isso é que estou aqui e a minha equipe, que começamos de delinear e planear a próxima edição do Extreme Lagares 2020, na semana a seguir ter acabado a edição de 2019.