O verdadeiro MOTOHOME

O MotoHome pode parecer estranho agora, mas quem sabe, possa passar a ser moda!

A moto começou como uma moto normal, uma Honda CB, e teve que ser preparada para o peso extra e diferente centro de gravidade. O braço oscilante, muito mais longo, assim como a corrente  e o  sub-quadro, que  é uma importante componente estrutural. A frente da moto é de uma CR500 para ajudar a tornar a moto numa máquina mais versátil .

À primeira vista, o MotoHome parece um pouco estranha, mas temos que ter em mente que este é o primeiro protótipo criado por um aluno com um budget de um aluno. Não é um OEM que cria um produto acabado altamente polido. Em segundo lugar, de acordo com Jeremy, a cápsula pesa 15 Kg e, dependendo de como é carregada, não deverá ficar muito mais pesada do que isso.

Além disso, toda a estrutura extra da plataforma não é apenas reforço, mas serve de armazenamento para todo o tipo de suprimentos de camping que se possa necessitar. Jeremy também afirma que, junto com o abrigo, há uma cozinha e um espaço para refeições ???

E por que não a alternativa de uma simples tenda? Essa seria a forma mais normal e habitual, mas as tendas têm suas limitações. Termos a temperatura adequada numa área de dormir totalmente fechada, isolada e aquecida, será sempre mais quente e mais confortável do que uma tenda em tempo frio. E com vento é quase impossível dormir dentro de uma tenda. Com o MotoHome não precisará de se preocupar com isso, já que a moto não cai e mantém a estabilidade de todo o conjunto. Além disso inclui tudo no seu interior de acessórios como almofadas de dormir, saco  de dormir, colchão e todo tipo de items para o vosso conforto.

O MotoHome pode ser de facto a solução para quem queira viajar de moto e não queira ter que montar uma tenda todas as noites e que ter que arrumar tudo novamente no dia seguinte.

Jeremy, o mentor, explica:

“A arquitetura, neste caso, resume-se a um abrigo de design criativo que inteligentemente realiza as suas funções programáticas de forma eficiente, permanecendo ao mesmo tempo prático para construir e pagar. Não estou apenas a projectar uma moto com uma estrutura arquitecténica amarrada a ela, estou a criar uma solução de abrigo que seja integrada de forma dependente a uma moto de todo-o-terreno. A sua finalidade é dar ao usuário uma experiência de viagem diferente de qualquer outra, proporcionando ao usuário uma casa confortável, prática e sustentável ”.

O Jeremy está entretanto a planear testar o seu MotoHome com a moto numa viagem pela América do Sul de mais de 30.000 kms de estradas e terra. Pode vir até a haver um documentário ou uma série de programas a contarem a viagem de Jeremy, que tem planos de fazer transmissões ao vivo sempre que possível .