Nielsen Bueno é campeão do Brasileiro de Arena VX

velocross

Chefe de equipe da Sacramento Racing, Nielsen Bueno conquistou o título de campeão da classe VX4 no Brasileiro de Arena Velocross. Os destaques da temporada foram definidos em etapa única, na noite deste sábado (26) na pista do Parque de Eventos de Campina Grande do Sul (PR). A equipe Sacramento Racing ainda acelerou as motocicletas KTM no 1º Caxias Hard Enduro, em Caxias do Sul (RS), e dominou o pódio da categoria Gold.

O multicampeão Nielsen Bueno comemorou mais um título off-road nacional. Apenas em 2016, ele também faturou o Brasileiro de Enduro FIM e a Copa EFX na classe E35. “Estou muito feliz com os títulos e o rendimento na temporada. Disputei uma verdadeira maratona no Brasileiro de Arena Velocross, é sempre muito bacana estar na pista”, disse o veterano.

“Além de vencer a VX4, estive na prova da VX3, na qual tomei uma fechada no início e saí da pista, fui parar embaixo da moto. Voltei na última colocação e estava em décimo, quando a bateria acabou sendo cancelada. Eu também estive na corrida da VX1, larguei bem e fui para a quinta colocação, mas o cansaço falou mais alto e não pude acompanhar o ritmo”, relatou.

O evento ainda reservou uma homenagem aos ídolos do off-road sobre duas rodas, reunindo na mesma bateria nomes como Jorge Negretti e Eduardo Saçaki, além de Bueno. “Foi um momento especial e fizemos uma bateria de confraternização. Andamos e cruzamos a linha de chegada juntos”, concluiu o chefe de equipe da Sacramento Racing.

Caxias Hard Enduro – Gustavo Pellin foi o grande vencedor do 1º Caxias Hard Enduro, realizado em Caxias do Sul, Serra Gaúcha, neste sábado (26). Ele comandou a categoria Gold, direcionada aos pilotos experientes na modalidade. A Sacramento Racing dominou a classe e ainda foi ao pódio com Marlon “Índio” dos Santos em terceiro, Maurício Rizzon em quarto e Anderson “Sorvetero” Vieira em quinto.

“O evento abriu trilhas novas perto da cidade, o que foi muito legal para o público poder acompanhar. A prova contou com 90 pilotos e cerca de 40 quilômetros de percurso, sendo quatro trechos cronometrados”, explicou Pellin, que é de Caxias do Sul. “O lugar mais difícil foi a cascata, que possui muitas pedras grandes, úmidas e lisas. Eu consegui avançar, mas muita gente precisou de ajuda e até de corda para subir”, relatou.

A equipe Sacramento Racing é patrocinada por KTM Sacramento, Pirelli, Alpinestars, Motul, Bell, Dafra, Edgers Racing, 100% e Start Racing.

Deixe uma resposta