MX das NAÇÕES! França é PENTA!

Aconteceu no ultimo final de semana no circuito de Red Bud (Michigan), nos Estados Unidos da América, mais uma edição do prestigiado Motocross das Nações, a mais importante prova por equipes da especialidade.

Foi a primeira vez desde 2010 que o evento, já na sua 72º edição, decorreu por terras do Tio Sam, sendo que os dois dias de competição ficaram marcados pela forte chuva que caiu e deteriorou o estado da pista. Situação que naturalmente tornou mais difícil a vida para os pilotos e máquinas.

Em termos da competição propriamente dita, tal como nos últimos quatro anos os ‘Jogos Olímpicos do Motocross’ terminaram com o triunfo da seleção da França. Uma saborosa vitória que foi construída por Gautier Paulin, Dylan Ferrandis e Jordan Tixier. Nem mesmo a ausência por lesão de Romain Febvre, campeão do mundo de MXGP em 2015, abalou o espírito dos gauleses  que têm em Gautier Paulin o único homem que contribuiu para esta onda de cinco vitórias consecutivas.

A seleção de Itália que teve em Antonio Cairoli, Alessandro Lupino e Michele Cervelin os seus representantes ficaram com o segundo lugar, enquanto a Holanda completou o pódio uma formação composta por Jeffrey Herlings, Calvin Vlaanderen e Glen Coldenhoff. Austrália e Grã-Bretanha fecharam o top cinco, tendo ficado na frente dos Estados Unidos que competiram em casa, e correram perante os 81 mil espectadores que deslocaram-se até ao circuito de Red Bud.

Já em termos individuais os campeões do mundo de MXGP e MX2, Jeffrey Herlings e Jorge Prado foram os respetivos vencedores das categorias, enquanto Glen Coldenhoff levou a melhor na categoria Open.

A próxima edição do Motocross das Nações estará de regresso à Europa, mais concretamente a Assen, na pista que está montada em plena recta da meta do icónico circuito de velocidade e que de alguns anos a esta parte é ponto de paragem do Mundial.

Em breve atira completa sobre a participação dos brasileiros na prova