MotoGP – Toque polêmico na Malásia: “Me chutou”

Espanhol da Honda acusa Valentino Rossi de agressão no GP da Malásia e afirma:
05
A polêmica queda de Marc Márquez, após toque com Valentino Rossi durante o GP da Malásia de MotoGP, continua rendendo fortes declarações entre os pilotos envolvidos. A direção de prova optou por punir o italiano da Yamaha, que largará da última colocação no grid do GP de Valência, última etapa do campeonato. Após a corrida, Márquez disse estar desapontado com a ação de Rossi dentro da pista, e afirmou que o piloto da moto 46 o chutou deliberadamente. Assista ao lance no vídeo e tire suas conclusões.
– Nós estávamos tendo uma boa corrida até o incidente. Começamos uma batalha, e eu sempre o passei sem causar contato. Na curva 14 ele me passou por dentro, e o vi olhando para mim. Não sabia o que fazer. Depois ele me chutou, acertando minha alavanca de freio, e eu caí. Tanto o que ele falou para a direção de prova, como o que ele fez na pista me deixaram desapontado. Nunca vi algo assim: um piloto chutar outro piloto. No futebol isto é cartão vermelho. Foi uma agressão. Mas no final das contas foi ele que acabou com 16 pontos e eu com zero – reclamou.

Rossi se defendeu. O veterano multicampeão admitiu que espalhou para atrapalhar Márquez após o jovem espanhol “jogar sujo” com ele na corrida, mas garantiu que não teve a intenção de derrubar o rival. Segundo o italiano, o guidão do piloto da Honda bateu em sua moto, tirando seu pé da pedaleira.
– Para mim, é especialmente clara, principalmente, a imagem do helicóptero. Eu não quis o derrubar. Apenas quis fazê-lo perder tempo, sair do traçado, reduzir. Eu reduzi, quase parei e olhei para ele tipo “que m* você está fazendo?” Porque dessa vez foi pior que na Austrália, ele fez o seu jogo sujo. Quando nos tocamos ele acertou com o guidão na minha perna e meu pé saiu da pedaleira. E quando eu tirei o pé da pedaleira, Márquez já estava caindo, eu não quis chutar ele.
O jovem prodígio da Honda, que em um passado recente, havia feito diversas reverências ao heptacampeão da MotoGP, diz que mantém Rossi como ídolo, mas não tem mais respeito pelo agora rival nas pistas:
– Prefiro nem dizer o que ele me disse. Não foi bonito. Sempre tive muito respeito por ele. Vai continuar sendo o meu ídolo, mas perdi todo o respeito que tinha por ele. Eu e muita gente. A forma como olho para ele mudou – afirmou.
Na quinta-feira (22), o veterano multicampeão já tinha mostrado seu descontentamento com Márquez durante a coletiva de imprensa. O italiano, líder do campeonato, afirmou que o atual bicampeão da MotoGP “brincou” com ele no GP da Austrália, em uma suposta tentativa de favorecimento ao compatriota Jorge Lorenzo. Rossi chegou a dizer que Márquez queria que Lorenzo fosse o campeão, declaração prontamente negada pelo espanhol da Honda.

A disputada temporada 2015 da MotoGP terá seu capítulo decisivo no dia 8 de novembro em Valência, na Espanha. Com Rossi largando da última colocação, Lorenzo terá um caminho mais fácil rumo ao seu terceiro título na categoria máxima da motovelocidade. Com 305 pontos, contra 312 do italiano, Lorenzo precisará tirar uma diferença de sete pontos na tabela, com 25 em jogo na última prova. Uma vitória do espanhol obrigará Rossi a ser segundo colocado para garantir a taça.

Deixe uma resposta