MotoGP – Márquez se defende após ser chamado de guarda-costas

Duramente criticado por Rossi, que o acusou de não ter se esforçado para buscar a vitória em Valenciana neste domingo, Marc Márquez demonstrou indignação com as declarações e garantiu ter dado seu máximo na pista no Circuito Ricardo Tormo.
27Na briga pelo título com o companheiro de equipe, o também espanhol Jorge Lorenzo, Rossi largou em último lugar como punição por um desentendimento justamente com Márquez no GP da Malásia, há duas semanas. Em uma corrida de recuperação, ‘Vale’ até completou a prova na quarta posição, mas, para ser campeão, precisava que as Honda atacassem o outro piloto da Yamaha, o que não aconteceu.

“Escutei o que Valentino disse. Ele pôs em dúvida minha corrida e a de Dani (Pedrosa, também da Honda), e para mim, que sou um piloto que sempre dá 100% para vencer, é uma falta de respeito, um insulto”, respondeu.

“As palavras de Valentino à torcida pesam muito. Ele adquiriu este carisma por toda a carreira e é a referência de qualquer piloto, mas para mim, com minha mentalidade, me dizerem que eu não quis vencer e estive na pista para ajudar é um insulto porque sempre tento vencer”, insistiu.

Campeão em 2013 em 2014, Márquez sucumbiu ao domínio da Yamaha nesta temporada, mas mesmo assim obteve cinco vitórias, uma a mais que Rossi, inclusive, e ficou com o terceiro lugar do Mundial. Na visão do prodígio, Lorenzo mereceu ficar com o título.

“No final, o campeão é o que mereceu. Tanto Jorge quanto Valentino mereciam, um por velocidade e outro por constância. Valentino fez um senhor campeonato e também teria sido um justo vencedor”, contemporizou.

Deixe uma resposta