MOTOGP, LORENZO DE VOLTA À DUCATI?

O boato que Jorge Lorenzo poderia estar a contemplar um regresso à Ducati tornou-se notícia quando foi praticamente confirmado por declarações de Jack Miller na conferência de imprensa de abertura do G. P. da Áustria. O Australiano confirmou que o seu contrato cm a Pramac ainda não estava finalizado, e que “havia fundamento” nos boatos ligando Lorenzo à marca de Bolonha.

Porém, Lorenzo está ligado à Honda por mais um ano, pelo que algo teria de acontecer. Agora, dado que acabou 2018 a vencer na Desmosedici e tem tido uma época para esquecer na Honda, é possível que mesmo a direção da HRC não visse com maus olhos dispensá-lo.

Quando consultado, Davide Tardozzi, manager da Ducati, praticamente confirmou, remetendo a decisão para o “topo da cadeia de comando” da Ducati (Claudio Domenicali, Presidente, Gigi Dall’Igna, Diretor Técnico ou Paolo Ciabatti, Gestor da Competição, mas relembrando o esforço financeiro e técnico da Ducati em contemplar, pela primeira vez, alinhar com 4 motos oficiais na grelha em 2020.

Tardozzi terá afirmado que para ele, só falta chegar a acordo nos números com o Australiano, e que este tem vindo a ganhar consistência nos seus resultados, pelo que provavelmente acabará a época a entrar no pódio regularmente, e seria um potencial vencedor em 2020.