Motocross, Evgeny Bobryshev na Husqvarna em 2020

O bicampeão britânico Evgeny Bobryshev, mais conhecido por “Bobby”, vai juntar-se a Josh Gilbert nas rondas europeias do Campeonato do Mundo de Motocross da FIM, além de competir para voltar a conquistar a coroa britânica no Campeonato Britânico de Motocross da ACU.

“Esta é a minha primeira vez com um fabricante europeu na minha carreira de piloto, por isso esta parte é uma experiência totalmente nova para mim. Tenho a certeza de que depois dos testes iniciais vou sentir-me confortável, ouvi coisas muito boas sobre o Husqvarna FC 450”.

O russo vai correr com o seu icónico #777 na Husqvarna Motorcycles FC 450 nas classes MXGP e MX1. Bobby conquistou o seu primeiro título britânico em 2010, mas teve de esperar oito anos para reclamar o segundo em 2018, quando regressou às corridas britânicas após uma pausa prolongada do campeonato.

“Com o regresso ao Reino Unido, o meu objectivo é voltar e conquistar novamente o título britânico. Sinto que, no próximo ano, o Campeonato Britânico tem o campo de pilotos mais forte que alguma vez teve, o que vai tornar as corridas muito interessantes e acredito que será bom ver.”

Ao longo dos seus 10 anos de carreira no Campeonato do Mundo de Motocross da FIM, Bobby conquistou inúmeros lugares no pódio com o melhor resultado da época em terceiro lugar em 2015.

A PAR Homes RFX Racing vai fazer a sua estreia na primeira ronda do Campeonato do Mundo de Motocross da FIM, em Matterley Basin, Winchester, a 1 de Março de 2020.

“Estou contente por voltar a trabalhar com o Neil e com a PAR Homes RFX Racing. Temos uma boa relação porque já nos conhecemos há muito tempo. Ele trabalhou comigo em 2018, quando ganhei o campeonato britânico, por isso sei como ele trabalha, e a configuração da equipa vai estar perfeita para mim em 2020”.

O director da equipa, Neil Prince mostrou-se satisfeito com o acordo. “Estou muito contente por anunciar que assinámos com Bobby para 2020. Ele é um grande amigo meu e sei que é óptimo trabalhar com ele. Apesar de a pilotagem da Husqvarna FC 450 ser nova para ele, estou confiante de que se vai adaptar rapidamente, uma vez que pouco teremos de fazer para que resulte para ele.”