ISDE: Qual é o segredo para a vitória?

Os Seis Dias de Enduro, que este ano tiveram lugar em Portimão, já terminaram. No entanto, fica a questão. Afinal, o que é necessário para vencer uma competição desta natureza?

A velocidade nos vários testes que acontecem ao logo dos seis dias conta muito, claro, mas a preparação para a competição em si é essencial. Ou seja, há que fazer o trabalho de casa pois esse também é um fator muito importante. Fazer uma caminhada pelos vários percursos é parte integrante da competição. No entanto, a vitória da equipa dos EUA elevou o “track walking” a um novo patamar este ano com 160km percorridos durante uma semana e meia antes do início oficial do primeiro dia em Portugal.

“Apostámos muito no trabalho de casa para este ISDE”, explicou Taylor Robert. “Toda a gente apareceu ainda mais cedo do que o habitual para fazer os testes e estar o mais bem preparado possível para esta semana”.

O manager da equipa, Antii Kallonen acrescentou ainda que toda esta preparação trouxe também algum desgaste físico. “Todo o trabalho que fizemos antes da prova desgastou-nos fisicamente, mas estava tudo bem planeado, tínhamos dias de descanso, nos quais conseguíamos ter um pouco mais de tranquilidade. Todos os anos ajustamos um pouco a preparação, mas penso que este ano o trabalho árduo valeu a pena”.

Apesar de existirem vários elementos a considerar há um que é, sem dúvida, a chave para a performance coletiva dos três pilotos. “Desde o primeiro dia que tínhamos três pilotos entre os cinco primeiros”, explicou Kallonen. “Não estávamos muito longe da Austrália nessa altura, porque o Sanders estava muito à frente de todos. Quando terminámos os testes de areia e passámos para um solo mais argiloso, também com condições climáticas diferentes, os nossos pilotos estiveram realmente em destaque e acabaram por virar o jogo”.

Para além de todo o esforço feito durante a prova deste ano, a equipa dos EUA também se torne única na medida em que alguns dos pilotos não competem uns contra os outros em solo nacional, pois participam em diferentes campeonatos dentro do país.