Cross! Herlings AFASTA IDA PARA O AMA MOTOCROSS

Jeffrey Herlings se lesionou enquanto treinava no mês de janeiro, o que o forçou a ser operado. O MXGP da Argentina está assim fora do alcance do campeão em título, que desvaloriza a ausência. Nos últimos dias surgiram rumores acerca de uma mudança para o AMA Motocross 450MX caso tivesse de falhar várias rondas no início do Mundial, mas essa possibilidade é negada por Herlings.O piloto holandês desvalorizou a sua ausência na primeira ronda do campeonato, considerando que não existem problemas de maior tendo em conta a extensão do calendário: ‘Irei falhar a Argentina de qualquer forma. Falhar uma prova não é um bom começo, mas num campeonato tão longo posso dar-me ao luxo’.Quanto aos rumores de cumprir uma temporada nos Estados Unidos da América em 2019, Herlings recusou a sua veracidade: ‘Li em vários fóruns que não iria escolher os GP e iria pilotar na América. Eu não disse nada sobre isso, nem falei com a KTM sobre isso. Prefiro permanecer ativo no Mundial do que ter de ir para a América’.Embora reconheça que seria um desafio interessante no caso de ter de ficar ausente de várias provas do MXGP, o #84 fez questão de salientar, citado pelo MXLarge.com, que neste momento não tem de se pronunciar:– Se falhar demasiados GP no início, o campeonato americano podia ser interessante. É um campeonato tido muito em conta. E um título que ainda não tenho. Na Europa ganhei tudo o que podia. Tenho um contrato para pilotar no MXGP, não tenho voto na matéria nesta situação. Para ter autorização a participar na América estou dependente da boa-vontade da KTM. Primeiro esperemos para ver o que dizem os médicos. Se só estiver a pilotar dentro de cinco meses, também não irei para a América.