Gregório Caselani é campeão do Rally Caminhos da Neve

Alto nível técnico e gelo na trilha. O gaúcho Gregório Caselani, da equipe Honda Racing, superou as dificuldades e foi o vencedor da categoria para motocicletas no Rally Caminhos da Neve. Após dois dias de disputas, a prova válida pela terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country terminou neste domingo (7), na região de São Joaquim (SC). Outro grande destaque foi o mineiro Tunico Maciel, que além de ficar em segundo lugar das motos venceu a categoria Production Aberta. Os pilotos aceleram a motocicleta Honda CRF 450RX.

Em sua segunda edição, o Rally Caminhos da Neve teve o percurso total de 370 quilômetros – 292 deles de especiais (trechos cronometrados). As baixas temperaturas deram o tom das disputas em solo catarinense. Com percurso marcado por pedra e terra batida, os pilotos tiveram de enfrentar geada e água congelada nas valetas, o que deixou o percurso bastante escorregadio.

“Eu nunca tinha competido em condições como essas”, afirmou Caselani, o atual campeão brasileiro da modalidade. “Depois de uma etapa de abertura travada, o segundo dia de prova foi mais rápido, com trechos abertos, mas muito prazerosos de andar. Larguei na frente e mantive um ritmo bom durante todo o percurso, sem arriscar, e deu certo”, acrescentou o gaúcho, que é de Caxias do Sul.

Tunico Maciel (foto abaixo) também conquistou resultados importantes. Com o desempenho em Santa Catarina, ele manteve a liderança na classificação geral das motos e da categoria Production Aberta no Campeonato Brasileiro. “A situação de frio foi inédita para mim, mas gostei bastante da prova. Para ser campeão brasileiro, o piloto precisa se destacar em todos os tipos de terrenos e a temporada 2019 mostra bem isso”, contou.

“A abertura da competição foi no litoral do Rio Grande do Norte, depois fomos para o interior do país, nas areias do Jalapão, e agora enfrentamos o frio catarinense. O próximo desafio será no Rally dos Sertões, que passa em seis Estados (entre os dias 24 de agosto e 1º de setembro), e o Rio Grande do Sul recebe a final”, continuou o mineiro de Lavras.

O paulista Jean Azevedo subiu no pódio da categoria Super Production em terceiro lugar, além de ficar em quinto na classificação geral das motocicletas. Com o modelo de fabricação nacional Honda CRF 250F, Bissinho Zavatti deu show e chegou em sétimo lugar na geral, vencendo a categoria Rally Brasil. O piloto de Monte Alto (SP) segue da liderança da classe específica para motos nacionais no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country.

A equipe Honda Racing de Rally Cross Country é patrocinada por ASW, Michelin, DID, Seguros Honda e Óleo Genuíno Honda.

O piloto Deni Nascimento e o navegador Idali Bosse (foto abaixo: Cadu Rolim/DFotos/Mundo Press) assumiram a liderança da categoria para UTVs no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. A dupla, que acelera o Can-Am Maverick X3, chegou à ponta da classificação após confirmar vitória no Rally Caminhos da Neve.

“Nós já sabemos que a região de São Joaquim é fria, mas fomos surpreendidos com temperaturas abaixo de zero. Com o vento, a sensação térmica era ainda mais gelada. Foi uma vitória congelante”, brincou o catarinense Deni Nascimento.

Os veículos Can-Am Maverick X3, modelo bicampeão do Rally Dakar, dominaram as quatro primeiras posições da categoria para UTVs. Além de serem os mais rápidos da classe, o tempo final de Nascimento e Bosse superou o de todos os competidores inscritos na prova, que ainda contou com categorias para motos e carros.

“As disputas dos UTVs estão muito acirradas no Campeonato Brasileiro, a diferença de pontos é muito pequena entre os primeiros colocados. A temporada 2019 passou pelo calor do Rio Grande do Norte, foi para o Jalapão e agora teve gelo no Rally Caminhos da Neve. O UTV Can-Am Maverick X3, como sempre, se adaptou facilmente a todos os tipos de terrenos. O próximo desafio será o Rally dos Sertões (entre 24 de agosto e 1º de setembro), as disputas prometem ainda mais equilíbrio”, concluiu Nascimento.

Resultados 2ª etapa

Geral motos

1 – #1 – Gregorio Caselani – 02:03:47.00 – Honda CRF 450RX
2 – #5 – Tunico Maciel – 02:04:58.00 – Honda CRF 450RX
3 – #4 – Tulio Malta – 02:08:28.00
4 – #3 – Jean Azevedo – 02:09:17.00 – Honda CRF 450RX
5 – #2 – Ricardo Martins – 02:09:50.00
7 – #7 – Bissinho Zavatti – 02:13:00.00 – Honda CRF 250F

Super Production
1 – #1 – Gregorio Caselani – 02:03:47.00 – Honda CRF 450RX
2 – #3 – Jean Azevedo – 02:09:17.00 – Honda CRF 450RX
3 – #2 – Ricardo Martins – 02:09:50.00

Production Aberta
1 – #5 – Tunico Maciel – 02:04:58.00 – Honda CRF 450RX
2 – #4 – Tulio Malta – 02:08:28.00

Rally Brasil
1 – #7 – Bissinho Zavatti – 02:13:00.00 – Honda CRF 250F

Classificação final
Geral motos​
1 – #1 – Gregorio Caselani – 04:41:06.54 – Honda CRF 450RX
2 – #5 – Tunico Maciel – 04:42:43.28 – Honda CRF 450RX
3 – #4 – Tulio Malta – 04:46:12.91
4 – #2 – Ricardo Martins – 04:50:17.60
5 – #3 – Jean Azevedo – 04:53:19.20 – Honda CRF 450RX
7 – #7 – Bissinho Zavatti – 04:58:27.70 – Honda CRF 250F

Super Production
1 – #1 – Gregorio Caselani – 04:41:06.54 – Honda CRF 450RX
2 – #2 – Ricardo Martins – 04:50:17.60
3 – #3 – Jean Azevedo – 04:53:19.20 – Honda CRF 450RX

Production Aberta
1 – #5 – Tunico Maciel – 04:42:43.28 – Honda CRF 450RX
2 – #4 – Tulio Malta – 04:46:12.91

Rally Brasil
1 – #7 – Bissinho Zavatti – 04:58:27.70 – Honda CRF 250F

UTV
1 – #101 – Denisio Do Nascimento / Idali Bosse – 04:24:30.34 – Can-Am Maverick X3
2 – #111 – Riamburgo Ximenes / Flávio Marinho – 04:31:05.06 – Can-Am Maverick X3
3 – #107 – Deninho Casarini / Luis Felipe Eckel – 04:38:07.98 – Can-Am Maverick X3
4 – #119 – Roberto Keller / Marcelo Almada – 04:41:30.01 – Can-Am Maverick X3
5 – #118 – Alexsandro Sizenando / Thiago Destro – 04:44:13.54

 2º Rally Caminhos da Neve
Foto Gustavo Epifânio/MundoPress