Enduro do Jenipapo teve trechos de serras e navegação abrindo o Piauiense

Começou a temporada piauiense de enduro de regularidade com o mais antigo enduro da região Norte e Nordeste do Brasil, o Enduro do Jenipapo, 33ª edição, realizada neste domingo (25), entre Teresina e os municípios de Altos e Campo Maior, ao norte do Estado. A prova, que largou da concessionária Mercury Motos, na Av. Miguel Rosa, teve um total de 140 km de percurso e cinco horas de competição. Participaram 30 competidores nas categorias máster, sênior, júnior, novato, rally e dupla. O diretor de prova, Antonio Carlos Machado Neto, o Netão, informou que o Enduro do Jenipapo, como as demais etapas que virão, serão divididas em duas etapas por prova. Na primeira parte do Jenipapo, entre Teresina e Altos, a estreia do Piauiense foi em alto nível, com muitos laços, lama, duas subidas de serra e uma descida, tanto que alguns pilotos tiveram problema na moto ou equipamento de navegação.

Foi o caso do piloto da categoria Júnior, Gilmar Rodrigues Cipriano, que teve problema no motor e teve que abandonar a prova logo no início. O veterano Peter Ferreira, da categoria rally bateu com a moto em uma pedra e danificou o sistema de embreagem de sua moto, e também abandonou, bem como o piloto da categoria dupla Ehrlich Cordão, com problema na moto.

Uma prova que o esporte é uma paixão e os pilotos chamados amantes do enduro, foi o retorno às trilhas do experiente piloto Luiz Alberto Carvalho, o Betão. Piloto há quase vinte anos, ele chegou a competir pela última vez por volta de 2007. De quebra, não esqueceu o que aprendeu, faturando o terceiro lugar na categoria Rally. “Até que fui bem, mais de 10 anos parados, mas estou de volta porque eu realmente gosto do esporte”, justificou. O campeão da categoria mais competitiva da etapa de abertura do Piauiense de Enduro de Regularidade, a máster, Wesley Antunes de Macedo, poderia ter lembranças duras do Jenipapo, afinal há quase um ano, em abril do ano passado, ele se acidentou gravemente na mesma prova, que também abriu o Estadual. No acidente em uma serra, Wesley se desequilibrou e teve fratura em dois lugares da perna direita, a tíbia e a fíbula. Vários meses de recuperação e fisioterapia e uma temporada inteira de planos perdida. Mas ele está de volta e um ano depois deu a volta por cima e venceu neste domingo a etapa, mostrando que é um dos melhores pilotos de enduro de regularidade do país. Na sua categoria, ele disputou com várias feras, como Lenilson Viana e Lauro Rodolpho Lopes.

“Estou começando a temporada ainda me recuperando fisicamente do acidente. Em dezembro já corri uma etapa do Piauiense de Enduro HARD, “O Ultimo homem em Pé” e depois só corri já este ano o Enduro dos Pampas, no Rio Grande do Sul. Minha meta é perder peso, ganhar mais condicionamento, correr provas de rally, como o RN 1500, e vou correr todo o campeonato Brasileiro de Enduro de Regularidade, além do Piauiense de regularidade, FIM e HARD do Piauiense, que eu puder”, destacou Wesley.

Lauro Lopes, eleito o melhor piloto de 2017, ficou em 3º lugar na categoria Máster e destacou: “A prova começou bem dura, com alguns laços, já para ver quem podia se atrasar, depois algumas subidas, uma trilha apertada, subindo a Gameleira, uma subida bem dura, que estava lisa, então dificultou mais ainda, depois do meio para o fim mais navegação, passando pelo Vale dos Dinossauros (trecho próximo a Campo Maior), então foi uma prova bem elaborada e bem aproveitada do início ao fim”, disse. O 33º Enduro do Jenipapo teve apoio da Fundespi, Mercury Motos e Concep Engenharia. Supervisão da FMP.

RESULTADO 33º ENDURO DO JENIPAPO – 1ª ETAPA DO CAMPEONATO PIAUIENSE DE ENDURO DE REGULARIDADE

CATEGORIA MÁSTER
1º – Wesley Antunes de Macedo
2º – Tafarel Guimarães Araújo
3º – Lauro Rodolpho Soares Lopes
4º – Lenilson de Freitas Viana
CATEGORIA SÊNIOR
1º – Marcos Vinicyus Feitosa Santos
2º – Carlos Pires
3º – Paulo Melo
CATEGORIA JÚNIOR
1º – Patrick Parry Carneiro
2º – Djavan Loiola
3º – Maílson Carvalho Feitosa
4º – Gilmar de Moura Rodrigues
5º – Edmar Canito Brasil
CATEGORIA NOVATO
1º – Rômulo Silva Santos
2º – Edmar Gurgel Brasil Neto
3º – Claudio Rafael Costa Mousinho
4º – Leônidas Reis Moura
5º – Neto Bala
CATEGORIA RALLY
1º – Wênio de Souza Ribeiro
2º – Lívio Alves Barbosa
3º – José Alberto de Carvalho, Betão
4º – Adalberto Cícero Correia Lima Neto
5º – Marcos Moraes Filho
CATEGORIA DUPLA
1º – José Bandeira Neto / M essias Mota
2º – Carlos Augusto Rodrigues Júnior / Iury Maniçoba

Mais informações: (86) 99988-5050
Informações da prova: (99)98167-2222 – Netão