Dakar 2020, Etapa 9: Quintanilla vence, Brabec controla

Pablo Quintanilla afirmara no final da etapa 7, que se atrasara propositadamente na parte final para poder partir mais de trás na etapa seguinte e recuperar mais tempo a Brabec, tentando assim diminuir a diferença que o separa da liderança. Assim o disse, melhor o fez, Pablo Quintanilla partiu hoje da 8ª posição para a pista e assim conseguiu recuperar algum tempo aos seus adversários que partiram mais da frente.

Ricky Brabec partiu em 5º lugar para a etapa, 6 minutos antes de Toby Price e 9 minutos antes de Quintanilla, o que lhe deveria ser desvantajoso e de facto assim foi. Só que Brabec dispunha à partida, de uma vantagem de quase 25 minutos, o que lhe dá margem mais do que suficiente para controlar os seus adversários, perdendo algum tempo para eles, mas sempre mantendo uma liderança segura e estável.

Ricky Brabec poderá nas próximas 3 etapas remanescentes, continuar a manter uma estratégia inteligente, que lhe permite controlar os seus adversários sem assumir riscos. Os riscos, quem os tem que assumir agora é precisamente Pablo Quintanilla e Toby Price, algo que já fizeram hoje, conquistando os primeiro e segundo lugares da etapa 9, respectivamente.

Só que Ricky Brabec continua a andar muito forte, conseguindo o 4º lugar da etapa e apenas cedendo 3m55s para o chileno da Husqvarna e 2m para o australiano da KTM.

Portanto tudo se afigura favorável às pretensões de Ruben Faria, o ex-piloto português que assumiu a direcção da equipa Monster Energy Honda Team, pelos vistos com grande competência. Sentimos, desde o inicio do rali, que a Honda estava a actuar em bloco. Durante algumas etapas conseguiu posicionar 4 motos no top5 e mesmo assim, aproxima-se agora do final do rali com 3 motos nos 5 primeiros lugares, em 1º, 4º e 5º precisamente.

Mas tudo está em aberto ainda, pois uma avaria ou queda de Brabec (como aconteceu em 2019) representará uma reviravolta que colocará vários pilotos em luta, pois entre Quintanilla (2º) e Cornejo (5º) a diferença é de apenas 8m30s…o que pode ser gerível em 3 etapas.

Aliás, Quintanilla amanhã parte da frente, seguido de Toby price e os dois vão provavelmente perder tempo para Barreda, Cornejo da Honda que partem mais de trás….e seguramente também perderão para Brabec se este continuar em ritmo forte, o que a meu ver, não deveria fazer…

Mário Patrão foi hoje o 25ºda etapa, António Maio foi o 37º e Fausto Mota 34º

Classificação da 9ªEtapa:

Classificação geral após 9ªEtapa: