Cerapio – Ceará fica para trás!

As trilhas Ceará já ficaram na lembrança dos participantes do Rally Piocerá 2016. Carros, motos, quadriciclos e UTVs despedem-se nesta sexta-feira (28) do Estado, com a realização da segunda etapa de disputas, finalizada em Iguatu (CE).
07
Os últimos momentos da prova de 2016 em terras cearenses foram marcados por emoção e disputas intensas. No percurso dos carros e UTVs, a areia ditou o ritmo. Balaios, que são uma espécie de labirinto, com várias pegadinhas para “confundir”, exigiram muito de pilotos e navegadores.

O mesmo ocorreu com motos e quadriciclos, que, assim como os carros, largaram de Quixadá (CE) e seguiram até Iguatu. O forte calor e a poeira também complicaram a vida dos competidores.

Após dois dias de prova nas motos, Wesley Antunes de Macedo lidera a competição com 137 pontos ganhos, na categoria Master, enquanto Pedro Ferreira encabeça a Sênior, com 130. Hérculo Jales (Executivo) com 142, o experiente Sandro Hoffmann é destaque na Over 40 pelo com 150.

José Sena é o primeiro na moto rally (139), nos quadriciclos graduados, Pedro Costa tem 134 pontos e é o líder. Nos UTVs, Lucas Barroso/Breno Rezende, com 144. No Campeonato Brasileiro, Álvaro Almeida, da Máster está na frente com 47.

Nas bikes, Joana Eleonora Nóbrega (#472), cearense de Fortaleza, e José Alberto Nunes Feitosa (#429), de Santa Cruz do Capibaribe (PE), foram os primeiros a cruzar a linha de chegada.

Joana repetiu a chegada da véspera, quando duelou com Sofia Isabel Franco Sub ( #471) até cruzar a linha. “Foi uma prova perfeita. Mais uma vez eu e a Sofia disputamos o primeiro lugar até o fim. O clima estava excelente e o percurso foi muito divertido, com subidas, descidas bem interessantes. Foi uma prova dura, porém gostosa. Estou feliz por mais essa vitória e vamos para frente, pois tem mais duas etapas ainda”, afirmou a atleta, que em 2015 conquistou o Piocerá (quando o rali parte do Piauí em direção ao Ceará), depois de dois vices.

Feitosa também é experiente no Cerapió. Vencedor em 2009 e sonha com o bi. Um dos principais adversários é o mineiro Daniel Zóia (#406), que venceu a primeira etapa e ontem cruzou a linha praticamente junto com o pernambucano. “Foi uma prova dura. Minha estratégia foi largar para recuperar o tempo de ontem (dia 27). O trecho mais difícil foi a parte final, porque tinha muita água na trilha. Eu sou nordestino, estou acostumado com a seca”, afirmou.

Deixe uma resposta