CBM participa de campanha #ZikaZero

Post1A CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) firmou parceria com o Ministério da Saúde para ajudar na campanha #ZikaZero, que tem como objetivo conscientizar a população para o combate do mosquito Aeds Aegypti, vetor das doenças Dengue, Chikungunya e Zika.

A CBM divulgará informações importantes no combate aos mosquito e peças publicitárias. A entidade ainda convida as federações estaduais, pilotos, lojas de motocicletas e amantes do motociclismo a se tornaram multiplicadores dessa campanha.

A Confederação entende que esse é um assunto de saúde pública que afeta a todos. Então é importante que cada uma faça a sua parte.

Doenças

Além da Dengue, há um risco de epidemia de Chikungunya, que é uma doença com características semelhantes da Dengue, menos letal, porém com sintomas mais fortes na fase aguda. As dores nas articulações são muito fortes e deixa sequelas por até três anos depois da infecção.

O Zika virús pode ser transmitido pelo Aedes aegypti, Aedes albopictus e outros tipos de Aedes. O vírus não é tão forte quanto o da dengue ou da Chikungunya e os pacientes apresentam um quadro alérgico. Os sintomas, são: febre, dores e manchas no corpo. Quem é infectado pelo zika também pode apresentar diarreia e sinais de conjuntivite. O Zika virús também tem relação direta com o surto de microcefalia na região nordeste. É uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. Em 90% dos casos a microcefalia vem associada a um atraso no desenvolvimento neurológico, psíquico e/ou motor. O tipo e o nível de gravidade da sequela variam caso a caso, e em alguns casos a inteligência da criança não é afetada. Déficit cognitivo, visual ou auditivo e epilepsia são alguns problemas que podem aparecer nas crianças com microcefalia.