As 10 melhores manobras de Tom Pagès em sua pista

Vamos assumir que a maior parte das pessoas que vão ler este artigo já ouviram falar do nome Tom Pagès. Caso contrário, o mais recente vídeo de Tom – intitulado HOMEWORX – é, na verdade, um bom trabalhado de casa para aqueles que ainda não conhecem a lenda francesa do FMX.

O piloto da Yamaha já fez de tudo e a sua carreira no motocross freestyle tem sido uma verdadeira montanha russa na última década. Os seus altos e baixos contam com vitórias nas maiores competições, proezas únicas no mundo que destronou em situações inesperadas e a forma como revolucionou a modalidade ao regressar de uma sabática.

Em muitos aspectos, Tom elevou a fasquia para um nível que é ainda inalcançável para a maioria dos grandes riders. Após conseguir a sua quarta vitória consecutiva no Red Bull X-Fighters em Madrid, com uma performance inacreditável, demonstrou uma vez mais que é indiscutivelmente o melhor rider de FMX do planeta.

Como Tom está sempre ocupado trabalhando em novos truques, levou algum tempo até que o seu novo vídeo HOMEWORX estivesse concluído.

O vídeo de dois minutos pode ser curto, mas o que vemos é o culminar de três anos de trabalho a desenvolver novos truques, uns atrás dos outros e a aperfeiçoar os truques que o tornaram célebre. Este é basicamente o Top 10 do espólio de Pagès e o rider fez questão de combiná-los numa sequência incrível, criada para mostrar o seu talento da forma mais estética possível.

Tom não abordou este projeto de uma forma diferente daquela que costuma usar para criar novos truques. Usou toda a sua criatividade e envolveu-se de forma profunda em tudo, desde o desenvolvimento do set-up aos pormenores mais pequenos da pós-produção.

Colocou toda a sua paixão neste vídeo e os mesmos níveis de esforço que costuma aplicar quando se está a preparar para a Madrid, e quer brindar os seus fãs com um salto perfeito em Las Ventas.

Queria fazer isto no spot perfeito, onde tivesse as condições ideais para os truques e num ambiente a condizer com o meu estilo.
Tom Pagès

“Numa competição há o espetáculo, o entusiasmo do público, os outros riders que também fazem performances incríveis. Somos um grupo que trabalha para a multidão e se não consegues dar o teu melhor, outro rider fá-lo-á e o espetáculo continua”, explicou Pagès. “Foi totalmente diferente com o HOMEWORX. Era sobre mim e se eu falhasse, não havia ninguém para remediar”, concluiu.
Parece que Tom está mais do que pronto para defender o seu título do Red Bull X-Fighters, em 2017 na cidade de Madrid.

Deixe uma resposta