5 dicas de ALFREDO GOMEZ para você que curte o HARD ENDURO / TRILHA

No último fim de semana começou a nova Copa Hard Enduro da Espanha e, entre outras coisas, destacou-se pela alta participação. Então é hora de aprender mais sobre essa especialidade com as sugestões de Alfredo Gómez.

Nem todo mundo consegue se dar bem no Hard Enduro, não é fácil suportar com sucesso as exigências desumanas do esporte sem sofrer… o piloto deve ser um verdadeiro titã, e saber como atravessar o limite da força física e mental para suportar tal brutalidade está disponível apenas para um punhado de homens.

No entanto, hoje mais fãs estão entrando neste esporte exigente e tentam ir além do passeio de domingo para descobrir quais são os seus limites. E quem melhor que Alfredo Gómez para definir um padrão e se adaptar às imposições deste esporte. “Para suportar esse tipo de teste, você precisa saber controlar o sofrimento”, diz Gómez. “Para isso projetei um circuito em Cercedilla (Madri) e, apesar de de ser um traçado curto, tem os elementos necessários para enfrentar qualquer corrida extrema”.

Uma base sólida
“No meu caso, não tive muitos problemas para me adaptar ao enduro extremo graças ao fato de que grande parte da minha vida profissional tem sido associada ao mundo do TRIAL. Essa modalidade me deu uma ótima base técnica, não só para a disciplina que pratico, mas para qualquer outra. ”

Aproveite o seu tempo livre
Pratico muito mais esportes, mas sempre procuro que tudo o que faço contribua, por menor que seja para minha especialidade. Tomar 100 por cento do meu tempo de treinamento é uma das minhas prioridades, mas é a mountain bike que pratico mais. É um esporte que, além de me proporcionar um excelente background físico, ideal para o Hard Enduro, eu aprecio isso com meus amigos. ”

Escolha bem o seu parceiro
“No enduro é vital que vc utilize uma moto 2T com suspensões macias, isso ajuda a roda ter mais tração quanto se sai do parada (inércia), mousses e pneus macios também ajuda de mais, sempre bem vazio, e também uma moto mais baixa, para ajudar e ficar mais facil de colocar o pé no chão para evitar quedas “.

Uma configuração ótima
“A motor é o que vem na moto mesmo, sem preparações, melhorando apenas uma carburação para a moto ter mais torque em baixa, deixando a moto com uma carburacao mais “gorda”. A moto com excelente velocidade final e ‘esperta’ não contribui muito no extremo enduro, já que nunca se acelera a moto em altos giros. Portanto, as mudança de marchas são muito menores “.

Bem equipado
“No extremo, sempre é muito quente. Voce vai começar com temperatura ambiente e depois ira sentir muito calor. É por isso que não uso muita roupa de baixo. Coloco segunda pele ou camisa de lycra que secam com mais facilidade que a camisa de malha, isso faz com que as minhas roupas não fiquem encharcadas e desconfortáveis. A jaqueta dificilmente usa, adicionado peso e limita os movimentos “.

Essas foram as dicas do Alfredo Gómez, agora é só colocar em pratica e ser feliz!