3.000 motos no Pro Tork Bananalama 2017

Mantendo o titulo de maior encontro de trilheiros do mundo, o ProTork Bananalama 2017 foi um sucesso neste domingo e garantiu a presença de aproximadamente 3.000 motos na cidade de Corupá (SC). Em sua 11a edição e sem ser realizado por dois anos, o evento voltou com força total e garantiu um dia cheio de emoções.

Por volta de 8h da manha, os participantes começaram se aglomerar nas dependência do Seminário de Corupa e exatamente as 9h00 da manha partiram para trilha nada menos que 135 atv e utvs. Logo em seguida, um mar de motos invadiu a passarela e começaram a largar para a trilha de aproximadamente 60 KM. Foram 18 minutos de motos largando e muita festividade dos participantes que de maneira ordenada foram saindo até o ultimo inscrito.

Cerca de três horas mais tarde, todos estavam de volta e novamente em comboio voltaram ao local de partida. Era possível ver nos rostos dos participantes a felicidade de poder ter participado do evento. “Para mim foi um evento especial, eu viajei cerca de 1.500 km desde o Uruguai até aqui apenas para participar. É a minha primeira vez e achei incrível e quero voltar em 2018”, explicou Frederico Lopez que largou na categoria quadriciclos.

Já nas motos, não faltaram emoção para os participantes, sobretudo para um quarteto que viajou cerca de 3.200 km, saindo de Pernambuco no Nordeste do pais apenas para participar do evento. “Foram quatro dias de viagem, num Toyota Corolla mais uma carretinha com as quatro motos mas valeu a pena e estamos muito felizes de fazer parte deste evento único no pais”, contou Genivaldo Filho.

Depois de voltarem da trilha, todos os pilotos passaram pela rampa de chegada, ganharam um lata de cerveja bem gelada e foram desfrutar de um farto e saboroso almoço, com o detalha: estava incluso no valor da inscrição.

Para Fabio Rafel, presidente do Bananalama, novamente o evento foi um grande sucesso. “Para nossa felicidade, o retorno do Bananalama foi um absoluto sucesso. O clima estava perfeito, a trilha sem pontos de dificuldades e cerca de 98% dos pilotos que largaram retornaram felizes e satisfeitos. Acredito que trabalhamos da maneira correta e que o resultado acabou sendo positivo. Queremos manter isso e voltar em 2018 com a mesma qualidade de realização”, finalizou o presidente, visivelmente emocionado com todo o acontecimento.

Alem da trilha, o evento contou também com uma arena de show com as equipes patrocinadas pela Pro Tork, praça de alimentação e uma área de expositores e dois palcos com show ao vivo.

Fonte RevistaDirt Action, corra para as bancas

Deixe uma resposta